aparelho dentário

→ Como saber se o meu dentista está me enrolando com o aparelho?

→ Como saber se o meu dentista está me enrolando com o aparelho?
5 (100%) 134 votes

Não é incomum receber pacientes insatisfeitos com o tratamento ortodôntico recebido em outras clínicas. Muitas das atitudes mencionadas por eles questionam a conduta técnica e ética do dentista com aquela famosa frase:

Será que meu dentista está me enrolando? Estou usando aparelho há anos e ele não tira.

Além desta pergunta, também escuto outras justificativas abaixo usadas pelos pacientes para explicar o motivo que os leva a querer trocar de ortodontista (dentista que coloca aparelho dentário):

● O dentista só faz trocar a borrachinha do aparelho e não troca os fios;
● Nao sinto mais dor de dente após a manutenção;
● O dentista diz que vai tirar o aparelho fixo e não tira.

Começo dizendo que em toda profissão há maus profissionais (na questão moral). Claro que existe a chance de encontrar algum dentista que tenha má índole e queira prolongar o tratamento ortodôntico, mas não é o comum.

O mais comum é a falta de explicação sobre o tratamento com o aparelho fixo, o que pode colocar em xeque a idoneidade do dentista.


Vamos trabalhar com as principais dúvidas:

O dentista só troca as borrachinhas do aparelho fixo e não troca o fio

Apesar de ser algum rotineiro no tratamento ortodôntico, nem sempre o dentista troca o fio do aparelho fixo pelos seguintes motivos:

  • Quando os dentes estão muito tortos, o dentista não consegue colocar por completo o fio do aparelho no bráquete, justamente para não provocar muita força no dente, causando muita dor no paciente. Ao invés do dentista substituir o fio do aparelho, ele usa um amarrilho (foto abaixo), que coloca todo o fio dentro do bráquete, isto é, desta forma o fio atuará com a força máxima;

aparelho fixo quebrado amarrilho

  • O paciente poderá relatar muita dor ou que o fio do aparelho fixo estava machucando. Neste caso, o dentista faz pequenas manobras no aparelho fixo, mantendo o fio do aparelho e substituindo as borrachinhas;
  • O Tratamento ortodôntico está sendo finalizado e o dentista poderá manter aquele fio do aparelho dentário e fazer apenas pequenos ajustes.

Não sinto mais dor quando o dentista aperta o aparelho fixo

A dor de dente que o paciente relata horas ou dias após a manutenção do aparelho fixo está diretamente relacionada à:

  • O quão os dentes estão tortos (quanto mais tortos estiverem os dentes, maior tenderá a ser o incômodo);
  • O limiar de dor do paciente (o que pode ser uma dor de dente forte para outro pode ser apenas uma leve dor);
  • O estágio no qual o tratamento ortodôntico se localiza.

Dentes muito tortos recebem mais força justamente por causa da sua posição na boca. Por isso que, geralmente, os primeiros meses com aparelho dentário fixo são bem dolorosos.

Cada pessoa apresenta um limiar de dor diferente. Por isso há pessoas que não sentem praticamente dor alguma durante o tratamento com aparelho fixo e há outras que relatam dores de leves a moderadas.

E, por fim, quanto maior e melhor for o alinhamento dos dentes, menor será a força exercida pelo fio do aparelho dentário.

Por isso que, no final do tratamento ortodôntico, o paciente relata pouca ou nenhuma dor de dente. Nesta fase, o dentista inicia o processo de finalização e estabilização do tratamento.


O dentista diz que vai tirar o aparelho dentário fixo e não tira

Isso pode ocorrer (embora seja pouco frequente) porque lidamos com humanos e nem sempre as coisas andam da forma planejada. 

Neste momento, é importante que o paciente tenha um pouco mais de paciência para não tirar o aparelho fixo antes da hora e depois ter que colocar novamente.


Perceba que as três situações acima podem ser discutidas entre o dentista e o paciente, sempre explicando o que está por vir durante o tratamento ortodôntico. 

Contudo, como mencionei, em toda profissão há enganadores, e na Odontologia não é diferente. Caso perceba que não há evolução do tratamento ortodôntico e não conseguir obter informações com o dentista, procure uma segunda opinião sobre o tratamento, apenas por desencargo de consciência.

Falo isso principalmente porque nem sempre o dentista é “dentista”. Há casos de pessoas sem formação que se passam por dentistas e literalmente ficam enrolando o paciente por anos.

Então, fique esperto. Procure saber se o dentista tem CRO e, caso não tenha, denuncie anonimamente junto ao Conselho Regional de Odontologia do seu estado.


Gostou da postagem?  Que bom! =)

Compartilhe com seus amigos!

Caso haja alguma dúvida, não hesite em perguntar abaixo! Mande sua dúvida que farei de tudo para te ajudar!

Grande abraço!

Wilson Correia Jr.

VOCÊ PRECISA VER ISSO:

Leave comment

Rua João Fernandes Vieira, 547, sala 305

Boa Vista, Recife/PE

(81) 30627303

Agende sua consulta

Horário de Funcionamento

Seg - Sex: 8:00 - 17:00

Fale Conosco

[email protected]
error: Proibida a cópia sem autorização