→ 5 razões para você ter um sorriso lindo e saudável

→ 5 razões para você ter um sorriso lindo e saudável

Boa noite pessoal! Tudo bem? Espero que sim!

Hoje discutiremos um tema que foge um pouco da clínica de certa forma, contudo, não pode ser considerado menos importante: o cuidado com os dentes.

Ora, pode parecer para muitos um assunto lógico e batido. Contudo, no meu cotidiano clínico, vejo que o contrário é muito mais comum do que se possa imaginar.

 

Sorriso x Oportunidades

Você com certeza, em algum momento da sua vida, já deve ter escutado esta frase: o sorriso é nosso cartão de visita! Esta frase resume, de maneira objetiva, a importância do nosso sorriso para a sociedade e para nós mesmos.

Muitas pessoas colocam os dentes em 2º plano ou até mais baixo que isso. Estudos mostram que 70 a 75% dos indivíduos, no primeiro contato, olham para o sorriso da pessoa com quem conversam. Se a impressão for negativa, aquela imagem ficará na mente da pessoa por tempo suficiente para que ela comente com outra:

“Que sorriso feio!”

O bom estado da dentição constitui-se um fator importante na estética facial. Tal situação contribui para a auto-estima do cliente. Um sorriso comprometido esteticamente ou um dente ausente na boca promove muitas repercussões negativas, tanto no que diz respeito à saúde quanto à questão psicossocial.

Estudos ratificam o que relato aqui neste post, que indivíduos menos favorecidos, no que diz respeito à estética dentária, são considerados menos populares e menos qualificados para as oportunidades de empregos.

Isto se deve ao fato do auto cuidado que ele tem com seu sorriso. Na concepção do contratante, se um indivíduo não cuida de si mesmo, dificilmente cuidará de maneira adequada de suas funções dentro da empresa.

Outra situação que pode levar à perda de uma vaga de emprego é o fato de que o contratante, ao olhar para o sorriso mal apresentável do cliente, pode imaginar que ele poderia faltar ao trabalho diversas vezes em decorrência de dores dentárias. Contudo, não devemos associar sempre a anti-estética dentária à dificuldade de contrato empregatício.

De maneira geral, outras qualidades além do sorriso são procuradas nestes indivíduos, contudo, o potencial da possível qualidade tem que ser bastante superior para suprir tal deficiência, visto que, como já disse acima, o sorriso é nossa porta de entrada.

Nos tempos atuais, a estética corporal está em alta. Cirurgias plásticas, implantes capilares, lipoaspirações, dentre outras. Na Odontologia não seria diferente. Afinal de contas, quem não queria ter o brilho daqueles sorrisos dos atores de Hollywood?

Motivos de se ter um sorriso saudável e bonito

Hoje em dia, um sorriso satisfatório, do ponto de vista estético, é exigido em por inúmeras empresas, pelo fato de passar uma impressão de bons hábitos de higiene e cuidados com a saúde bucal. Além disso, pessoas que apresentam ou alcançam um sorriso bonito, apresentam melhor convívio social, aumentando a confiança e auto-estima.

Estudos mostram que pessoas com dentes “tortos”, mau hálito, restaurações insatisfatórias do ponto de vista estético, dentes ausentes, próteses “frouxas”, dentre outras, apresentam dificuldades de convívio social. São pessoas introvertidas, quietas, extremamente tímidas, com alto estima baixa, dentre muitos outros fatores que podem estar relacionados à dentição insatisfatória.

Na maioria dos casos, as mulheres se preocupam mais com os dentes do que os homens. Já presenciei muitas vezes casais nos quais os homens apresentavam condição de saúde bucal insatisfatória, diferente de suas mulheres. Um exemplo disso é a halitose (mau hálito).

A halitose é um problema bastante delicado e que, na maioria dos casos, pode ser resolvido facilmente, desde que haja co-participação do indivíduo no tratamento. Muitos relacionamentos, encontros, diálogos, amizades, dentre outras, são prejudicados por este problema.

Quer saber mais sobre Halitose e sua repercussão social? Clique aqui e fique por dentro!

Embora os indivíduos tenham conhecimento das repercussões negativas que uma saúde de estética bucal insatisfatória venha trazer, muitas vezes se amparam em motivos para sua situação. Três motivos bastantes comuns são: Tempo, dinheiro e medo. Vamos debatê-los.

Tempo

O descaso com a saúde bucal muitas vezes é justificado pela “ausência” de tempo. Uma frase de um grande amigo meu traduz o que eu penso:

“Tempo ninguém tem, tempo se consegue”

Muitos clientes relatam não possuir tempo nem para escovar os dentes. Ora, se levarmos em conta que a higiene oral dura em média 5 a 10 minutos, a justificativa procede? A meu ver, não.

Agora vamos colocar uma situação de urgência: dor de dente.

Na dor de dente, o indivíduo arruma o tempo que for necessário, uma vez que sua situação exige isso. É realmente preciso chegar neste ponto para modificar os hábitos de higiene? Alguns minutos dedicados à higiene bucal e à consulta ao Dentista evita que tais situações ocorram. Dedicando tempo ao seu sorriso, quer seja no Dentista, quer seja na sua casa ou no trabalho, as situações abaixo serão evitadas:

Tratamentos cujos dentes estão bastante destruídos costumam levar tempo para o término, além de tornar bastante dispendioso, dependendo do trabalho que irá ser executado.”

Medo

Define-se medo como uma experiência prévia ruim a um determinado acontecimento ou situação. O pavor a procedimentos odontológicos geralmente decorrem de experiências anteriores desagradáveis no consultório dentário.

Durante a anamnese, é importante discutir a história pregressa do cliente com o Dentista, para que determinadas situações que causaram “trauma” no cliente sejam evitadas ou utilizadas de maneira adequada ao procedimento.

Você sabia que na anamnese podemos identificar por quais motivos o cliente apresenta medo ou ansiedade frente ao Dentista? Clique aqui para saber mais sobre o assunto.

Existem também situações em que o cliente apresenta medo diante de experiências terceiras, isto é, que foram vividas por outros indivíduos e estes passaram o momento para o cliente, causando ansiedade.

Dinheiro

O fator financeiro é algo muito discutido na área de saúde, e, em se tratando de procedimentos dentários, a situação é um pouco mais gritante, pelo menos na visão dos leigos no assunto. Com certeza você já deve ter escutado estas frases:

“Tudo no Dentista é caro”

“Vou pagar tudo isso em um dente?”

Muitos profissionais utilizam o argumento do preço baseado nas despesas que os mesmos, no qual me incluo, têm no consultório dentário. Eu ainda vou mais adiante nisso. O que irei mencionar aqui não servirá apenas para a minha profissão, mas para todas as demais.

Até aceito e respeito a ideia que os materiais odontológicos são onerosos. Possuo um consultório dentário e sei o quanto é difícil mantê-lo, principalmente no início da carreira, quando não há um público fiel. Contudo, os anos investidos naquela profissão justificariam o custo do plano de tratamento proposto para o cliente. É por isso que o argumento que uso serve para as demais profissões.

Baseamos-nos pelo que cobramos pelo que foi investido ao invés de levar em conta o outro investimento: o conhecimento adquirido no decorrer da graduação e pós-graduação. É isso que deve ser levado em conta, juntamente com outros pontos importantes (investimento em equipamentos, localização do consultório, conforto do local, etc.).

O cliente deve ter em mente que o tratamento odontológico tem um custo como qualquer outro produto de saúde. Será que o valor cobrado naquele dente é realmente caro? Será que o cliente não possui uma parcela de culpa nisso, pois, na maioria dos casos, os problemas bucais estão inerentes à má higiene oral? Ou ele ainda tem em mente que “existe dentista para isso”?

Os benefícios estéticos, como foram relatados acima, são muito importantes. Quantas pessoas vocês conhecem que, quando riem, colocam a mão na boca com vergonha dos dentes, independente do problema?

Pessoas assim têm dificuldade de convívio com amigos, parentes e com estranhos, além de passarem uma imagem de descaso com a própria saúde, o que é muito ruim.

Vamos colocar um exemplo bem conhecido: o clareamento dentário.

Com o passar do tempo, os dentes apresentam modificações de cor em decorrência de inúmeros fatores já explicados no post de clareamento (clique aqui para ler). Os dentes escuros, além de passarem uma imagem negativa, do ponto de vista estético, tendem a envelhecer o indivíduo. Este problema traz repercussões indesejáveis no convívio social do cliente, uma vez que o sorriso é o cartão de visita.

O valor cobrado pode ser oneroso na visão do leigo no assunto. Experimente perguntar a seu amigo que fez um tratamento deste para ver se você não vai ouvir um “valeu a pena”? Um sorriso bonito e saudável abre portas para muitas conquistas de amizades, oportunidades, relacionamentos, etc.

Utilizei o clareamento dental como exemplo por se tratar de um assunto muito na moda. Um padrão estético é exigido na atualidade, o que inclui dentes brancos. Mas poderia ser outro assunto como um implante dentário, que apresenta um custo muito mais oneroso. Custo elevado? Talvez. Mas, em minha opinião, recuperar a função mastigatória de maneira eficiente, sem ter que depender mais das próteses, além da auto estima e confiança, não tem preço. Converse com uma pessoa que fez esse tratamento para ver se ela não financiaria o dobro para recuperar os dentes.

O cuidado com o sorriso além da estética dentária são elementos coadjuvantes importantes para o seu bem estar físico e mental. Cuidar da saúde bucal requer muito menos tempo do que se pode imaginar.

Visitas regulares ao Dentista são fundamentais para que situações simples se tornem complexas. Não hesite em procurar tratamento dentário estético caso esteja preocupado com a aparência dos dentes. Isso vai te fazer mais bem do que imagina.

Não hesite em conversar com o Dentista sobre seus problemas com a dentição. Lembre-se que a conversa é sigilosa e não vai sair daquele lugar. Debata com ele seus problemas e ele trará planos de tratamento compatíveis com seu caso , visando sua satisfação.

Comment on "→ 5 razões para você ter um sorriso lindo e saudável"

  1. Dr. Wilson Correia Júnior

    Prezado Cottidi,

    EM 1º lugar de que local estás falando?

    O SUS (sistema único de saúde) evoluiu muito no decorrer dos anos, principalmente em sem tratando da ampliação da rede assitencial, e no caso acima, na rede odontológica.

    Aqui em PE, há uma perspectiva de que o número de profissionais dentistas nos PSF se iguale ao nº de médicos, isto é, 1 para 1. Nos dias atuais, isso nã ocorre, pois vemos uma proporção de 1:1 (raro), 1:2 e até 1:3.

    Como ex-residente em saúde pública, sinto-me à vontade para discutir este tema, que, se fosse escrever aqui, demoraria dias.

    No trabalho de conclusão de residência, apresento um estudo que compara nº de extrações dentárias com os procedimentos básicos (restauração, aplicação de flúor, etc.) em PE.

    De 2000 a 2008, ocorreu uma redução considerável no nº de extrações dentárias, contudo, o PSF aparece como 3ª causa se impacto. A fluoretação das águas e a incorporação de flúor foram os principais
    fatores. Diga-me onde moras para saber a quantidade de postos de saúde que há.

    O que você pode fazer em relação a esse problema na sua cidade?

    Já entrou em contato com o coordenador de saúde bucal (se existir) ou com o responsável?

    Já tentou mobilizar os bairro, já que és representante? Alguns estudos mostram que o povo reclama, mas não faz nada para melhorar, em se tratando de cobrança do governo.Mobilize o povo!

    Já entrou em contato com a Universidade? As Universidades que cobram devem ser as particulares pois as públicas não cobram. O que você pode fazer é o seguinte: entrar em contato com o diretor da Faculdade para que ele se convenie ao SUS. Ele atenderá aos clientes da região e ainda ganhará por isso.

    Talvez ele nem sabia disso. Proponha isso a ele. Lembre-se que um dos princípios do SUS é a UNIVERSALIDADE, isto é, saúde é um direito de todos e dever do estado. Tente criar parcerias.

    Pense assim: o acadêmico em odontologia na faculdade tem que praticar para aprender correto? Com essa proposta, aumentaria o nº de clientes para atendimento por parte dos universitários e sanaria , nem que seja um pouco, a carência dos clientes no que diz respeito ao tratamento odontológico.

    Outra parceria que seria interessante: você deve conhecer líderes comunitários. Juntem-os e falem com algum ente político (prefeito, deputado, vereador, etc.) e proponha alianças políticas. Ao me ver, que entidade política não gostaria de ser responsável pela mudança da saúde bucal naquele município? Pense bem…

    Contudo, vale lembrar que, historicamente, o brasileiro negligencia muito a saúde bucal. faz parte da cultura dele achar que perder dentes é normal. Existe também este lado: a conscientização da população quanto à higiene bucal. Como tem postos de saúde aí, os dentistas devem fornecer explicações.

    Aliás, o que os dentistas acham disso? Converse com eles. Eles podem se retratar ao coordenador de saúde bucal (se existir) para que estes problemas se resolvam ou se minimizem. Converse com eles sobre paletras de higiene bucal, próteses, cárie, prevenção, etc. Isto ajuda e MUITO no combate à cárie.

    Informe-me o nome do local para que eu possa ficar por dentro da condição de saúde bucal.

    Abraço e aguardo contato!

  2. Anonymous

    Moro em um local com muitas pessoas carentes e sei que nao e facil, parece que dentes nao fazem parde da SAUDE humana, aqui temos hospitais publicos, postos de saude, e tem ate favelado que fez cirurgia de cancer, mas tratar uma carie nao da, onde tratar? os postos de saude daqui so fazem limpeza e tratam alguns casos, mas eles nao podem fazer extraçoes, canal, e nem cirurgias, quando se pergunta pq, a resposta e "sem equipamentos". Sou representante de bairro aqui da regiao e vou dizer, dente nao tem como tratar, tem muita gente sem dentes pq cairam de podre, estou a 10 anos aqui e conseguimos colocar pouquissimas pessoas pra tratarem em universidades e mesmo assim, algumas tiveram que parar porque mesmo universidades cobram. Resumindo, tem dinheiro, tem dentes, nao tem grana, nem dentadura vai ter. Uma lastima mesmo 🙁
    Se tivesse 1 consultorio publico por bairro ( que fizesse de tudo, claro) ja ajudaria MUITO.
    Abraços a todos e desculpem o desabafo 🙁
    Se alguem puder ajudar meu e-mail e ( [email protected] )

  3. Dr. Wilson Correia Júnior

    Ok cara visitante! Estarei no aguardo!

    Abraço!

  4. eu

    ola Dr Wilson!
    gostei das dicas e do blog , retorno quando puder a paz.

  5. Dr. Wilson Correia Júnior

    Com certeza Francisco! Obrigado pela visita!

    Abraço!

  6. Francisco Castro

    Olá!

    Cuidar sempre dos dentes é uma obrigação de todas as pessoas. Se não fizer isso, certamente mais para frente irá sentir a falta disso.

    Abraços

    Francisco Castro

  7. james

    Eu realmente gostei do seu blog e sempre que eu ler os posts! Parabéns … .. continuar o bom trabalho.

Leave comment

Rua João Fernandes Vieira, 547, sala 305

Boa Vista, Recife/PE

(81) 30627303

Agende sua consulta

Horário de Funcionamento

Seg - Sex: 8:00 - 17:00

Fale Conosco

[email protected]
error: Proibida a cópia sem autorização